terça-feira, 15 de novembro de 2011

ERA - dont you forget about me

video

Saudade

Inda que eu me feche

E jure nunca mais te ver,

Tens o meu segredo

E a chave que me abre em teu poder.

Sabes como entrar,

Por onde vir.


Por que não aprendes a sai de mim?
Inda que eu a seque,

A fonte volta a murmurar.

Contra a correnteza,

Sou tão fraco,Não posso nadar.

Tuas águas me levando assim,

Cada vez mais, Pra longe de mim.

Tuas águas me levando assim,

Cada vez mais,

Pra longe de mim.
Inda que eu apague,

O fogo volta a se acender.

E esta saudade,

Esta vontade de te ver.

Tua chama vai queimando assim,

O pouco de paz que existe em mim
video

domingo, 13 de novembro de 2011

video

Cazuza

Madrugada, Azul sem luz, dias de brinquedo linda assim me veio e eu me entreguei Inocentemente, como um selvagem, como um brilho esperto dos olhos de um cão


Amor, amor, diz que pode depois morde pelas costas sem querer


Amor, amor, assim como um leão caçando o medo


Meu caminho nesse mundo eu sei vai ter, um brilho incerto e louco


Dos que nunca perdem pouco, nunca levam pouco Mas se um dia eu me der bem, vai ser sem jogo


Amor, amor, fiel me trai e me azeda, me adoça e faz viver


Amor, amor eu quero só paixão sobre os segredos


Amor, amor, diz que pode depois morde pelas costas sem querer


Amor, amor, assim como um leão caçando o medo


Amor, amor eu quero só paixão fogo e segredos

Sou eu


"Sou a mulher das tuas poesiasQue te trás muitas alegriasQuando sonha as tuas fantasias"


Angela Lugo
Muito difícil depois da decepção,voltar a acreditar no amor!

Há todo um conjunto de razões,que leva um tempo para se dispor!
Ah, o tempo esse nosso amigo,que apaga as dores e nos faz renascer.

Que nos mostra que além do perigo,há todo um caminho para se percorrer.
E lá vamos nós com a esperança,do novo afeto que surge de repente,que nos faz sentir outra vez criança,a crer num faz de conta aparente.
Mas o que será que a vida reserva,o que estará por detrás do horizonte,o que dentro de nós ainda se conserva,de ilusões e sonhar que desponte?
Talvez a fantasia não nos distancie,dos devaneios que movem o ser,que busca um afeto que principie,com todas as nuances do bem querer!

Quando se Ama

Quando se amase tem cuidadotem atenção, somente pensana pessoa amada
Quando se amaquer estar junto, quer a presençaquer o aconchego, quer a essenciaquer estar sempre abraçada
Quando se amase desdobra em carinhosquer ser acarinhadaquer sempre ser tocada
Quando se amatudo se faz,para nao contrariar,para agradar
Quando se amase cede, transige e toleraouve, compreende e aceitatudo faz para conciliar
Quando se amaquer por completo se darquer ser desejada e desejarquer ser amada e amar
Quando se amase conjuga com paixãoo verbo amar no fundo da almaE sentir todo calor do amor no coração
Joe’A

Borboletas (Mario Quintana)

Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.

As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.

Temos que nos bastar... nos bastar sempre e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.

As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela.

Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.

Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.

O segredo é não cuidar das borboletas e sim cuidar do jardim para que elas venham até você.

No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!


Mário Quintana

AMOR ALÉM DA TELA

Acordei com aquele sorriso e abraço
sentindo seu corpo junto ao meu,
(o meu junto ao seu)
e desejando ser tudo e nada naquele momento.
Do beijo veio o calor dos corpos
num louco desejo de amar.
Naquele momento somente o silêncio
se ouviu: silêncio dos gemidos roucos
sussurrando palavras desconexas.
Suor e prazer se misturaram
com o gosto de sentir a nudez transpassada
e o simbiar da voz desgovernada
quando me dizia:
ama-me agora,
vem, rápido como fêmea no cio,
devora-me todo, faça de mim
seu escravo, minha escrava e, depois,
ah! Depois num gozo louco
deixe-me adormecer em meus sonhos!
[Lan@(gaúcha)]

Quem disse??!!!


video
video

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Ivete- Eu nunca amei Alguem como eu te Amei

video

prova ....é gostoso!!

Entrego-me cegamente ao impulso que me arrasta.

Jean Racine

Vemmmm

"Eu olho nos olhos, falo com a alma, beijo com o corpo e amo por inteiro. Entrego-me e caio de cabeça. Sigo o coração sempre!"

Carolina Salcides

Blue Angel

Meu par perfeito é aquele para quem nego um sorriso, mas entrego a vida.
Quem eu reprovo, mas não canso de esperar
De quem tenho ciúmes e com quem me preocupo, porém finjo segurança.
É aquele que eu quero, mas esse querer escondo.
É aquele para quem digo "eu te amo" e me arrependo, assim como o contrário também.
É aquele que tento esquecer, mas a cada presença ou lembrança dele esmoreço.
Aquele com quem me ressinto, mas apenas sua volta é suficiente para perdoá-lo
Aquele que vive fugindo de mim,ao mesmo tempo em que o desejo constantemente por perto.
Por quem me culpo por amar...
E mesmo assim já pensei diversas vezes em aceitá-lo novamente.
Aquele que me surpreende, e com seus mistérios me tortura...
Aquele que um dia me fez sentir o prazer de viver por teus gestos...
Hoje faz arrepender-me por palavras...
Aquele que usa e abusa de mim, mas no fundo me gosta....
Aquele que tem apenas rosto angelical...
Aquele que me fez provar do meu depois tirou...
Enfim... uma mentira com gosto de céu!

Eros Ramazzotti & Anastacia I Belong To You

video

quando penso em voce.. seja aonde for

To com saudade do teu cheiro na minha pele. Saudade de arder na tua febre quando tua boca me põe louca, teu suor invade meus poros, tua língua explora meu corpo e teus lábios me fazem amor... Saudade da tua voz sussurrando no meu ouvido, me pedindo pra dizer que eu sou tua, arrancando minha roupa, me arrepiando inteira quando me puxa para a tua fome, me deixando nua no momento em que queimo no teu beijo, me afogo no teu fogo, mergulho no teu gosto, arranho tuas costas, e sussurro que sou tua... (completa e irremediavelmente tua...!) Saudade de dormirmos agarradinhos, acordar no teu toque, na música que nos desperta, no instante em que me vejo nos teus olhos e o desejo arde de novo em nós...
Saudade da canção que brota gostosa da tua boca, do tom dos teus olhos que muda conforme você sorri (cor de mel quando você está sério, mais verdes quando está feliz), do timbre da tua voz me arrepiando, do teu coração no ritmo do meu corpo quando te enxergo por dentro e você me olha tão fundo e me canta o amor. Saudade de tudo que me faz lembrar você, até do blues que nem curto muito, mas que agora escuto só porque de um certo modo te traz pra mais perto de mim.
Saudade do mundo inteiro cabendo aqui no meu quarto quando você na minha cama está, me amansa na tua loucura, me enlouquece no teu cheiro, na hora exata em que te caço entre lençóis e me derramo nua em teu suor. Saudade do teu sorriso, aquele que torna tudo mais fácil, num instante de ternura única, que não sei bem o porquê você parece querer esconder (teu sorriso revela o teu lado mais bonito). Saudade até do teu mau-humor quando quero conversar e não deixo você dormir. Saudade até mesmo de você me dizendo que faço tudo errado, e eu retrucar, só para não ficar por baixo, que você não acerta uma.
Saudade do que não aconteceu (ainda!). De pegar a estrada pra praia ouvindo nossas musicas... De pão de queijo no Hotel Fazenda. De fazer amor, na serra, em frente à lareira. Da casinha na montanha, no mato, na cidade ou no campo (com você em qualquer lugar).
Da nossa cozinha e o melhor cheiro: o teu!. De ser cúmplice dos teus atos, descobrir o mundo na ternura do teu abraço. Ser o motivo do teu riso, a rotina da tua pele, a promessa dos teus olhos, a proposta da tua boca, a resposta do beijo. Pulsar no teu íntimo... Fazer do teu lugar o meu... Por tudo isso, pelo que eu sinto e que sei você sente também. Por você, por mim, é que te ensaio um poema, arrisco na rima, me perco no verso.
Só para te dizer dessa saudade. Pra te falar o quanto você me faz falta, do quanto te quero, pra te mostrar que não é a ausência de afeto o que há, talvez o que sobra dentro de nós morra um pouco no gesto falho, na entrega pela metade, nas palavras repetidas, no silêncio egoísta, do medo de ser nós mesmos, de expor nossos defeitos, e de repente descobrir que em meio a tantas diferenças somos tão iguais...
Sinceramente não sei. Só sei que não quero desistir, quero continuar tentando, descobrir o jeito certo do teu jeito se encaixar no meu. Porque estamos apenas começando. Porque não quero deixar que se perca em mim o desejo de permanecer em nós dois.