segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Compasso da Solidão



Vazios, somente vazios
onde nada contém, sem ninguém
nem uma mão, nem um ombro,
nem um abraço de alguém

para te ouvir, para conversar
nem uma simples ideia trocar
ou um calo te aconchegar
somente silencios a te consolar.

Nem um projeto, nem um encontro
nem um programa, nem um convite
somente o eu a te acompanhar
Um eu sem nada para te agradar

Nem promessas , nem esperanças
Nem saudades, nem ilusões
somente perdidas lembranças
de pessoas tão distantes.

Tanta gente em volta
mas ninguem com a gente
Ilha distante em mar de gente
Coração em compasso de solidão

Joe"A

Antes só do que conviver com mentira, pois a mentira machuca , a solidão apenas isola.

Nenhum comentário: